14 de abril de 2024, Porto Alegre / RS

Ir? Rogério Vaz de Oliveira, obreiro da A?R?L?S? Estrela do Sul nº 84 – Or? de Bagé, agradece a participação no I Concurso de Monografias Maçônicas do GOB RS

Na Poderosa Congregação GOB RS, realizada no dia 5 de novembro de 2016 , após a entrega dos Diplomas aos Vencedores do I Concurso de Monografias Maçônicas do GOB RS, o Ir? Rogério Vaz de Oliveira, obreiro da A?R?L?S? Estrela do Sul nº 84 – Or? de Bagé, realizou um agradecimento pela participação no referido concurso, o qual está transcrito a seguir.

Eminente Irmão Jorge Pedron, Grão Mestre do GOB-RS, Poderoso Irmão Fernando Clementel, Grão Mestre Adjunto do GOB-RS, Poderoso Irmão Luiz Cleber Martins da Silva, Presidente do Tribunal de Justiça Maçônico, Poderoso Irmão Fábio Nadin Rizzo, Presidente do Tribunal de Contas, Poderoso Irmão Orci Paulino Bretanha Teixeira, Grande Procurador do Ministério Público Maçônico, Poderosos Irmãos Grandes Secretários, Autoridades Maçônicas, Veneráveis Mestres e convidados da Poderosa Congregação do GOB-RS 2016.

“Se algumas lições a vida me deu, uma é esta: em momentos assim, é mister ser breve.” Tomo emprestado este trecho inicial do discurso de Antônio Houaiss ao ingressar na Academia Brasileira de Letras, na tentativa de seguir o seu exemplo na virtude da brevidade. Mas é difícil ser breve, em momento tão honroso para nós.

Inicio dizendo: O Universo está em expansão, existem bilhões de estrelas, inúmeros lugares, onde em tese poderia haver vida. Na Terra, somos sete bilhões, em mais de duzentos países. No Brasil, 210 milhões, 26 estados, 5570 municípios. Meus queridos Irmãos, não creio um segundo sequer que estejamos juntos por fruto do acaso, por acidente cósmico. Havia um projeto para nós, um encontro marcado ao qual não faltamos. E a partir de hoje as nossas vidas nunca mais serão as mesmas.

Ao ter um trabalho reconhecido neste importante concurso, fez redobrar a consciência de meus atos e sonhos. Sonhar e acreditar são necessidades inerentes do Ser Humano. Somos o que sonhamos e o que escolhemos.

Eleonor Roosevelt disse uma vez: “Ninguém pode fazer você se sentir inferior sem a sua ajuda.”

A iniciativa em realizar o I Concurso de Monografias Maçônicas deve ser louvada e valorizada. Parabéns ao Poderoso Ir Luiz Fachin que empenhou todo seu esforço para a execução deste projeto cultural, que apoiado pelo Eminente Ir Jorge Pedr on e toda a sua equipe, tornou-se uma realidade.

Dedico este trabalho aos Obreiros da Augusta Respeitável Benemérita Loja Simbólica Estrela do Sul nº 84, Oriente de Bagé. Que hoje tenho a honra de ser distiguido pelo trabalho apresentando neste Concurso. Destaco, ainda, a presença do Poderoso Irmão Elton Carvalho Barcelos, Coordenador do GOB-RS para a Região da Fronteira e Uruguai e seu Irmão de Sangue e nosso Irmão de Maçonaria, Irmão Telmo Carvalho Barcelos, Venerável Mestre da Estrela do Sul. Dois Irmãos, dois Mestres, dois Guias, meus exemplos de Homens Livres e de Bons Costumes.

A Maçonaria carece de mais pesquisas, estudos e debates sobre sua história, sua filosofia e sua missão institucional como uma grande escola formadora de líderes e de opinião. Iniciativa como esta, um concurso de monografias, é um passo importante para um projeto maior, onde o conhecimento e a cultura estarão aliados a um pensamento estratégico de médio e longo prazo.

Refuto a teoria na qual afirmam alguns, que vivemos das glórias de nossos antepassados, que “Dedicamos estudos somente a fatos histórios!”. Discordo!

Não há como planejarmos e projetarmos um futuro de crescimento do Grande Oriente do Brasil, se não conhecermos os legados deixados por Maçons do Passado, estudando-os no Presente.

“Pensar o passado para compreender o presente e idealizar o futuro. Heródoto, pai da História.”

Ao aproximarmo-nos de 300 anos da criação do modelo na qual a Maçonaria se tornou, cabe-nos refletir o seu papel como protagonista nas ações destinadas a tornarem nossa Sociedade mais ética e com mais justiça, em todos os seus espectros.

Eu desejo e rogo ao GADU que possamos viver em um mundo e um Brasil dominado pela ética. Desejo que a nossa Maçonaria possa contribuir de maneira substantiva para que assim seja. A ética é o compromisso do homem com o bem, com a justiça, com a verdade possível. Ela envolve, em primeiro lugar, a consciência de si, a definição dos próprios valores e da conduta a adotar.

A ética envolve também, a percepção do outro, o respeito pelos valores do próximo, a tolerância com a conduta de quem é diferente de nós.

Bastar-se a si próprio é a pior solidão!

O processo civilizatório é um projeto comum e consiste em fazer de cada um o melhor que possa ser. É preciso ter olhos para o mundo e não apenas para sí. Na vida a gente deve ser janela e não espelho.

O Brasil vive momentos tormentosos, a sociedade clama por todos estes valores que citamos, e qual será nosso papel? Nossos ouvidos ficarão moucos? A maçonaria nos chama à responsabilidade de tornarmos nossa humanidade mais feliz. E o que estamos fazendo para tal?

Cada loja maçônica é um centro de convergência de pessoas com inúmeras qualidades e vocações, propiciando uma oportunidade ímpar de convivência e aprendizado mútuo, onde reunidos sob a mesma abóboda encontraremos as mais variadas concepções e percepções de vida, de irmãos que trazem a sua experiência profissional e pessoal para o Seio da Maçonaria.

Ao aproveitarmos os nossos talentos, iremos fortalecer a nossa Instituição. Precisamos nos conhecer.

Necessitamos calar para ouvir, ouvir para aprender, aprender para ensinar.

ENCERRO DIZENDO:

O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis. (Fernando Pessoa)

UM BOM DIA A TODOS!

Ir? Rogério Vaz de Oliveira


Notícias Relacionadas

Fundada em 14 de julho de 1981, com personalidade jurídica de direito privado, simbólica, regular e legítima, sem fins lucrativos.

Telefones
51 3226.9877 │ 51 3225.9982 │ 51 3212.3907

Sede 17 de Junho

Rua Dezessete de Junho, 436 - Menino Deus Porto Alegre - RS. CEP 90110-170

Palácio Duque de Caxias

Rua Washington Luiz, 214 - Centro Histórico, Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

GOB-RS - Gestão 2023. Todos os Direitos Reservados